Alstom Transport irá inaugurar uma nova linha de produção de VLTs no Brasil

A Alstom Transport vai inaugurar uma nova linha de produção dedicada a VLTs em Taubaté, em São Paulo, que entrará em operação a partir de dezembro de 2014. Baseada na atual unidade de geração de energia hidrelétrica do grupo em Taubaté, a nova linha de fabricação atenderá aos mercados brasileiro e latino-americano, onde os projetos estão a todo vapor. A linha, que representa um investimento de cerca de 15 milhões de euros, irá cobrir uma área de 16.000m².

Os primeiros VLTs que deverão ser produzidos em Taubaté são aqueles encomendados[1] em setembro de 2013 pelo consórcio VLT Carioca para a cidade do Rio de Janeiro. A Alstom está fornecendo um sistema de VLT livre de catenárias, que inclui 32 Citadis além de abastecimento de energia, sinalização e sistemas de telecomunicações. A entrega dos VLTs deve ocorrer entre o início de 2015 e meados de 2016, a tempo para os Jogos Olímpicos. Para atender ao prazo contratual, a Alstom produzirá os primeiros Citadis na Europa e os demais em Taubaté.

“O VLT está ganhando importância como uma das soluções para os problemas de mobilidade urbana nas cidades do Brasil e da América Latina. É por isso que a Alstom decidiu investir em uma linha de VLTs em Taubaté, que atenderá aos projetos brasileiros, além de projetos exportados para a América Latina,"afirmou Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom Transport na América Latina.


A Alstom já vendeu 1726 Citadis para 43 cidades ao redor do mundo. 1500 já estão em circulação e já transportaram mais de 6 bilhões de passageiros.


[1] O valor total do projeto é de €450 milhões; a participação da Alstom é de cerca de €230 milhões


16/01/2014 Assessoria de comunicação da Alstom

Tags: